loading

Livro da edição 2017 é lançado em SP

Projeto Conexões – o admirável ensaio de um mundo novo


Há 11 anos começamos a construir um mundo diferente daquele em que vivemos
hoje. Neste mundo, vidas são transformadas, os assuntos sérios são discutidos,
existe respeito e harmonia e o diálogo é a base para união e realizações. O teatro
é a base desse encontro. Nestes 11 anos, mais de 2500 jovens de diferentes regiões
da cidade e grande São Paulo viveram esse mundo.


Um mundo amplo, com parceiros em diferentes partes do mundo, que falam
inglês, sueco, norueguês, finlandês, italiano e português. Português com sotaques
do interior do Estado, do centro, das periferias. Vidas transformadas pelo acesso à
cultura. Educação e cultura de mãos dadas construindo autoestima, conhecimento,
cidadania.


Parceiros de mãos dadas em uma relação em que todos ganham, de reconhecimento
à realização. Um ganho maior do que aquele que pode ser medido – como medir o
que se passa dentro das pessoas? Dentro dos mais de 12 mil espectadores das nossas
mostras, no coração dos autores que escreveram peças para jovens pela primeira
vez, nas buscas dos mais de 8 mil downloads que nossos textos tiveram na web,
daqueles que encontraram no teatro uma profissão, uma amizade, um namoro, a
sua identidade.


O que significa investir no jovem?
Como medir o impacto das suas descobertas? Do seu crescimento? Como medir
o intangível?
Quanto custa formar plateias?
Quanto custa mudar vidas? Mudar bairros? Regiões da cidade?
O quanto você pagaria para dar um sentido a uma vida?
Quanto custa melhorar relações humanas?
Quanto custa evitar um suicídio?
Qual o preço da autoestima? Do amor próprio?
Quem está disposto a investir nisso?


Investir no jovem significa investir no futuro. Em um mundo novo. E nós estamos
fazendo a nossa parte – e não é pequena – para construir esse mundo que
parafraseando Luís Alberto de Abreu, será sim: admirável!


“Sabemos que algumas pessoas mudam. Que todo mundo muda. Que as pessoas mudam
o tempo todo. Que o tempo passou. Que o tempo se foi. Que algumas pessoas mudam. Que
as pessoas são a mudança.”*


Equipe Projeto Conexões


O admirável portfólio do Conexões em 2017


O livro que você tem em mãos é um retrato dos textos que estamos vivendo hoje.
O ano 2017 está marcado pelas palavras que estão impressas nesse livro. Uma leitura
dessas peças desenha o cenário do mundo de hoje. Extremismo, de Anders Lustgarten,
fala sobre um garoto muçulmano acusado de terrorismo pela sua religião e o quanto
a falta de conhecimento e preconceito com relação a sua cultura espalha ódio e
violência pela turma de colegas que cresceram juntos na mesma escola. Ódio que
é destilado com humor na peça da carioca Márcia Zanelatto, Meninas, meninos,
menines que desmonta os estereótipos de gênero e mostra com humor como é
ridículo julgarmos as pessoas a partir da sua identidade de gênero ou orientação
sexual. A outra face dessa moeda é vivida por uma personagem que se descobre
transgênero e tenta lutar contra a oposição da família e da sociedade na peça Um
Admirável Mundo Novo!, de Luís Alberto de Abreu em seu segundo texto escrito
especialmente para o projeto Conexões, dando continuidade ao universo criado
por ele em 2008 com a peça O primeiro voo de Ícaro. Para emoldurar ainda mais o
tempo em que vivemos, a peça que fecha esse portfolio é Atualização de status, do
britânico Tim Etchells, que lista de maneira épica, o que sabemos sobre nosso
tempo, deixando claro que é a dúvida que nos une, mas que o ser humano é a única
esperança de mudança do que estamos vivendo.


*Trecho final do texto Atualização de status, de Tim Etchells, do portfólio do
Conexões/2017.