loading

_grupos

  • COMPANHIA PAIDÉIA DE TEATRO

    Direção: Amauri Falseti

    A Companhia Paidéia de Teatro é originária do Grupo de Teatro Monte Azul, criado em 1987, na Favela Monte Azul, zona sul de São Paulo, e é um dos núcleos da Paidéia Associação Cultural, fundada em 1998, por Amauri Falseti e Aglaia Pusch. Ambos estão há mais de 25 anos envolvidos com a formação de jovens atores e com o debate sobre a questão cultural no trabalho social. A Companhia foi contemplada três vezes pelo Programa Municipal de Fomento ao Teatro da cidade de São Paulo.

    Desde sua criação, a Cia. Paidéia de Teatro busca, por meio do fazer teatral, desencadear ações eficazes e dinâmicas capazes de despertar e envolver principalmente a comunidade de jovens e crianças em processos culturais diferenciados nos quais tanto a criação e a discussão como a imaginação e a “fantasia” estejam presentes e contribuam na construção destas ações e de instrumentos para a transformação da sua realidade.

  • E. E. ALBERTO SALOTTI

    Direção: Keidi da Silva

    A professora de Educação Artística, Keidi da Silva, reuniu alunos do Ensino Médio da EE. Alberto Salotti para participar do Projeto Conexões. Em 2006, a escola começou a realizar festivais de teatro para instigar nos alunos o gosto pela expressão artística. O colégio fica na região Sul de São Paulo e o grupo conta com 17 integrantes.

  • CULTURA INGLESA

    Direção: Renata Coloni

    A prática do teatro na Cultura Inglesa existe desde 1979, quando estreou o musical Oh! Verona. De lá pra cá foram feitos mais de trinta espetáculos entre musicais e peças de autores de língua inglesa sempre em junho e novembro de cada ano. Entre os espetáculos montados pelo grupo estão Hair, Cabaret, Grease, Fame e Saturday Night Fever. Com a direção de Albano Sargaço, o espetáculo Treta no Jardim, do projeto Conexões 2007, foi a primeira experiência do grupo com um texto em português. Nos anos seguintes, o grupo foi dirigido respectivamente por Patrícia Faolli, Ana Paula Dias, Alexandre Ogata e Daniela Adoni, dentro do projeto Conexões.

  • COLÉGIO SÃO LUÍS

    Direção: Tuna Serzedello

    A primeira apresentação de um grupo de teatro formado por alunos do Colégio São Luís foi com sua primeira turma em 1867 e, há 142 anos sempre teve alunos participando de atividades ligadas ao teatro. O Colégio acredita no teatro como importante ferramenta para a formação humana e cultural de crianças e jovens, para tanto realiza Mostras Intercolegias de Teatro anualmente e a cada dois anos participa da Bienal de Arte dos Colégios Jesuítas. O grupo que representa o Colégio São Luís no Conexões é formado por estudantes do Ensino Fundamental e Médio e é parte dos cursos de teatro oferecidos pelo colégio aos alunos.

  • Cia. TeCA

    Instiuição: Colégio Amorim
    Direção: Rogério Troiani

    A Companhia de teatro do Colégio Amorim- Cia Teca- deu início as suas atividades no ano de 2006 com o objetivo de incentivar a prática teatral como instrumento de auxílio à educação e, desta forma, integrar os alunos. O grupo ensaia no colégio, localizado no bairro Tatuapé, e conta com o auxílio de diversos profissionais da área de teatro na realização de workshops que complementam as atividades do grupo.


    Em 2007, além da participação no Conexões, o grupo apresentará os espetáculos Toda Nudez Será Castigada, de Nelson Rodrigues e Samtimbancos, de Chico Buarque.

  • E. E. DAVID ZEIGER

    Direção: Lindy Barbosa

    O grupo Estrelas de David representa a E.E. David Zeiger na 1ª edição do projeto Conexões.
    A escola fica na região Sul de São Paulo e o grupo, dirigido pela professora Lindy Barbosa, conta com 15 integrantes.

  • CIA. VIZINHO LEGAL

    Direção: Leandro Oliva

    A Companhia de Teatro Vizinho Legal é fruto de um projeto social da empresa Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A., que acontece no bairro Jaguaré, em São Paulo, chamado Projeto Vizinho Legal. Desde 2001 muitos jovens em situação de vulnerabilidade social têm participado das aulas de teatro, dança e música oferecidas pelo projeto. Em 2004, o grupo montou o espetáculo “Avoar”, com direção do próprio dramaturgo Vladimir Capella.

    A peça foi apresentada no Teatro Santa Cruz durante uma semana. Ao término de 2006, o grupo ganhou o título de “Companhia de Teatro Vizinho Legal”, com o intuito de aprofundar os conhecimentos destes jovens e ampliar seus horizontes no universo cultural e artístico. Desde então, a direção geral da companhia
    foi assumida pelo ator, diretor e dançarino Leandro Oliva – que já ministrava aulas de dança e teatro.

  • COLÉGIO NOSSA SENHORA DA CONSOLATA

    Direção: Ronaldo Gil

    O grupo de alunos do Colégio Nossa Senhora da Consolata é orientado pelo professor de artes cênicas, Ronaldo Gil, que tem como objetivo integrá-los em atividades que propiciem o auto-conhecimento e o reconhecimento da importância do trabalho em grupo, tendo como estratégia o aguçar da sensibilidade no desenvolvimento de seus sentidos e sentimentos, levando à prática da responsabilidade, da organização, do respeito, da concentração e da espontaneidade, possibilitando o resgate dos valores e uma melhor relação dos jovens com o mundo que os cercam.

  • CIA. PAPELÃO PROVISÓRIO DE TEATRO

    Direção: Carmem Soares

    O Grupo Papelão Provisório de Teatro iniciou seus primeiros passos na tentativa de uma formação de um coletivo artístico no segundo semestre do ano de 2005 na então Biblioteca Presidente Kennedy, hoje refeito Prestes Maia, dentro do projeto Teatro Vocacional da Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo sob a orientação da artista orientadora Carmem Soares. O grupo conta com o apoio da coordenação do Núcleo de teatro Vocacional da Secretaria da Cultura e com o espaço da Biblioteca Prefeito Prestes Maia, localizada em Santo Amaro, onde realiza seus encontros e suas atividades.