loading

_2016

Conexões: Um oásis no deserto


É uma honra para o British Council celebrar 10 anos de Conexões, um projeto que nos orgulha em seu proposito único e transformador: o de celebrar a arte feita por jovens, para jovens, com jovens.

Nada do que foi construído nesta primeira década do projeto teria sido possível sem a leal e comprometida iniciativa dos parceiros Colégio São Luís, Cultura Inglesa, Escola Superior de Artes Célia Helena e National Theatre, aos quais dedico minha sincera gratidão e carinho pelo tempo e investimento dedicados.

A união de 4 instituições, que teve início em 2005 durante a realização de um Fórum que discutia dramaturgia jovem, foi o terreno fértil para o fomento de uma dramaturgia voltada à faixa etária de 12 a 19 anos. Neste Fórum, tivemos a participação de representantes do programa Connections, do National Theatre de Londres, que em mais de 20 anos de atividade tem como premissa estimular novos autores e o interesse dos jovens sobre as questões contemporâneas. E aqui começa a nossa história.

Plantamos uma semente de um cacto que pode de certa forma representar o jovem com seus espinhos por fora, mas cheio de vida por dentro.

No deserto da dramaturgia jovem e em meio a uma terra árida, o Conexões foi uma gota de água ao irrigar este terreno com um espaço de diálogo com os aprendizados, anseios e conquistas do universo adolescente. Textos britânicos que trocam com uma nova dramaturgia brasileira reunindo grandes nomes da escrita teatral em um portfólio de pecas inéditas, que se conecta às questões mais recorrentes da nossa sociedade e dos seus espaços de relação e expressão que por vezes são reprimidos. Poderíamos dizer que foram mais de 2000 jovens que já passaram pelo projeto e se revelaram escolhendo sua própria trajetória no fazer teatral, seja no papel de ator, autor, produtor, diretor ou público.

Mas preferimos lembrar que são mais de 2000 jovens e serão milhares de outros amanhã com a colheita do que plantamos. O cacto cresceu e se reproduziu gerando inúmeras conexões, 43 peças montadas das quais 20 foram comissionadas pelo projeto, 10 workshops de imersão, 10 livros bilíngues publicados, mais de 150 apresentações para um público que só cresce a cada ano.

É um presente podermos alcançar públicos para além da presença física e este livro tem o poder de conectar você, leitor, dramaturgo, diretor, ator pelo simples interesse que temos em comum: pensar o teatro jovem. Vida longa a este projeto! Que venham mais 10 anos de plantio e colheita, que o Conexões seja apenas por ora um oásis no deserto, que tenhamos a esperança de transformar o deserto em terras abundantes e profícuas e que o teatro seja sempre uma poderosa ferramenta de transformação social.

Boa leitura!

Liliane Rebelo

Gerente de Artes e do Projeto Conexões pelo British Council